Elisa Frühau Garcia

Doutora em história pela Universidade Federal Fluminense (2007), onde é professora de história da América colonial desde 2009. Atua também no programa de pós-graduação em história da mesma instituição (PPGH/UFF), orientando teses e dissertações sobre as relações entre as populações nativas e os impérios coloniais europeus. Realizou estágios de pós-doutorado na Universidade Estadual de Campinas (2007-2009) e no Consejo Superior de Investigaciones Científicas/CSIC-Madrid (2015).

É membro do grupo de pesquisa Companhia das Índias, da Red Columnaria (Polo Brasil) e pesquisadora do CNPq e da Faperj. Sua tese, As diversas formas de ser índio: políticas indígenas e políticas indigenistas no extremo sul da América portuguesa, foi premiada pelo Arquivo Nacional e publicada em 2009. É autora de artigos em livros e revistas sobre a história indígena nos impérios ibéricos, especialmente nas áreas de fronteira na bacia do rio da Prata. Seus interesses vinculam-se à história das populações nativas e temas correlatos, atualmente com ênfase nas mulheres indígenas.

Para informações detalhadas sobre sua trajetória e publicações, veja-se o currículo completo.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *